O que esse homem está vendendo? – Cartier comprou alguns, você também?

Pedro Pérez Miranda, também conhecido como “Peter Ferrari”

Qualquer pessoa que esteja pensando em comprar ou usar ouro deve assistir ao episódio “Dirty Gold” da extraordinária série antológica de documentários da Netflix, “Dirty Money”! É uma versão real de “Narcos”!

Ferrari foi um dos principais culpados envolvidos em um esquema monumental para contrabandear ouro extraído ilegalmente do Peru para Miami, um ponto focal para o comércio de ouro e joias, bem como para lavagem de dinheiro.

Não apenas as empresas de joias, relógios e acessórios de ouro como a Cartier estavam comprando involuntariamente esse ouro ilegal, mas também estava sendo comprado pela Apple para seus telefones e por montadoras para componentes eletrônicos. O dinheiro que você gastou em algo que comprou poderia subsidiar o iate ou os carros da Ferrari?

A Ferrari recebeu inadvertidamente sua contribuição para suas atividades ilícitas e passatempos?

Dirty Gold“, da Netflix, traça o funcionamento oculto do nebuloso comércio de ouro de Miami, que ajuda poderosos grupos do crime organizado na América Latina a lavar seus lucros ilegais (áudio disponível em português brasileiro).

O Miami Herald conduziu uma investigação aprofundada da indústria internacional de drogas ilegais, intitulada: “Como os barões da droga ganham bilhões gastando ouro em Miami para suas joias e telefones.”


Foto: Ouro Sujo Dinheiro Limpo – Ilustração Miami Herald

“Muito do ouro comercializado no mundo está manchado de sangue e violações dos direitos humanos”, disse Julián Bernardo González.

Uma grande diferença entre cocaína e ouro? A cocaína é obviamente ilegal. Com ouro, é difícil dizer. Os papéis podem ser falsificados. O metal pode ser derretido e fundido novamente até que sua origem seja impossível de localizar. 

Veja como o ouro se encaixa: associados em cartéis de drogas disfarçados de traficantes de metais preciosos compram e exploram ouro na América Latina. Os lucros da cocaína são seu capital inicial. Eles vendem o metal por meio de empresas de fachada – escondendo sua marca criminosa – para refinarias nos Estados Unidos e em outros grandes países compradores de ouro, como a Suíça e os Emirados Árabes Unidos. Assim que o negócio foi fechado, os pilares da cocaína conseguiram transformar seu ouro sujo em prata limpa. Para o mundo exterior, eles não são mais traficantes de drogas; eles são comerciantes de ouro. É lavagem de dinheiro.“

“As regiões de mineração da floresta tropical tornaram-se epicentros do tráfico humano, doenças e destruição ambiental, de acordo com funcionários do governo e investigadores de direitos humanos. Os menores são forçados à escravidão. As prostitutas montam acampamentos perto de menores, aumentando a disseminação de infecções sexualmente transmissíveis. Um grupo de direitos humanos descobriu que 2.000 profissionais do sexo, 60% delas crianças, estavam empregadas em uma única área de mineração no Peru. Enquanto isso, a mineração de superfície e o uso indiscriminado de mercúrio para desenterrar ouro estão transformando grande parte dos ecossistemas mais biodiversos do mundo em uma paisagem lunar de pesadelo. Em 2016, o Peru declarou estado de emergência temporário após envenenamento generalizado por mercúrio em Madre de Dios, uma província na selva atormentada pela mineração ilegal. Quase quatro em cada cinco adultos na capital da região tiveram teste positivo para níveis perigosos de mercúrio.”


Foto: captura de tela – Garimpeiro usando seu corpo para misturar mercúrio com minério e água / “Ouro sujo” – Netflix (“Eu sei que o mercúrio pode matar você no longo prazo.”)

Até 75% do ouro extraído a cada ano é usado em joias, relógios e outros símbolos de status vãos e fúteis vendidos pela Cartier e outras empresas da indústria de ouro de luxo e desconto em todo o mundo.

Foto: captura de tela de Dirty Gold / Netflix

Dezenas de milhares de árvores na floresta tropical devem ser arrancadas, centenas de toneladas de solo extraídas e misturadas com dezenas de toneladas de poluentes ambientais tóxicos que contaminam terras nativas para este anel dourado especial …


Fotos: capturas de tela do Dirty Gold / Netflix

O crime organizado, cartéis de drogas, refinarias e bancos são cúmplices e os criminosos encarregados da verdadeira “cadeia de custódia” da indústria do ouro irão simplesmente contrabandeá-lo através dos países vizinhos se um governo tentar reprimir. Os detalhes estão ilustrados nesta reportagem: report from NGO Instituto Escolhas.O que não te contam sobre o Ouro” (Excelentes gráficos com texto em inglês e português).


Foto: Destruição da mineração de ouro na região de Madre de Dios, no Peru, vista do espaço – NASA

Aqui estão trechos de um artigo recente da Reuters:

«…mesmo o banco central não sabe se o ouro que compra é legal ou ilegal.

… instou o governo a tomar medidas para desmantelar um anel que lava ouro ilegal através do sistema financeiro para vendê-lo a compradores em países como a Suíça e a Grã-Bretanha.

Atualmente, o ouro é vendido com recibos de papel baseados na “boa fé” do vendedor, o que impossibilita a rastreabilidade de sua origem. »

“Conte o Ouro”

Enormes quantidades de ouro circulam pelo mundo a cada ano. Por trás desse apetite insaciável está uma verdade sombria sobre lavagem de dinheiro, mineração ilegal, danos ambientais e miséria humana.

Imagem: Insight Crime

Estimativas recentes mostram que a mineração ilegal de ouro responde por 28% do ouro extraído no Peru, 30% na Bolívia, 50% no Brasil, 77% no Equador, 80% na Colômbia e 80-90% na Venezuela. Estima-se que o valor das exportações ilegais de ouro seja comparável ao valor das exportações de cocaína.

Se o seu relógio não apenas informa que horas são, mas também indica que você busca status social por causa do ouro (e diamantes?) .

Por favor, considere não substituir seu telefone, desde que esteja funcionando corretamente. Resista à propaganda que quer que você acredite que o mais novo é melhor!

Por favor, ajude a acabar com o ciclo de desmatamento e devastação para o bem da natureza, da vida selvagem e dos povos indígenas!

O consumo de ouro, esse produto esbanjador e prejudicial ao meio ambiente, alimentado pela publicidade que tenta convencer os crédulos de que possuir ouro confere glamour ou valor, deve parar!

O poder e a responsabilidade são nossos, os consumidores. Se compramos ouro ou outros produtos resultantes do desmatamento, somos cúmplices.

Por favor, boicote todos os produtos do desmatamento; ouro, óleo de palma, pedras preciosas, madeiras exóticas, soja, carne bovina, etc. !!!

About Barbara Crane Navarro - Rainforest Art Project

I'm a French artist living near Paris. From 1968 to 1973 I studied at Rhode Island School of Design in Providence, Rhode Island, then at the San Francisco Art Institute in San Francisco, California, for my BFA. My work for many decades has been informed and inspired by time spent with indigenous communities. Various study trips devoted to the exploration of techniques and natural pigments took me originally to the Dogon of Mali, West Africa, and subsequently to Yanomami communities in Venezuela and Brazil. Over many years, during the winters, I studied the techniques of traditional Bogolan painting. Hand woven fabric is dyed with boiled bark from the Wolo tree or crushed leaves from other trees, then painted with mud from the Niger river which oxidizes in contact with the dye. Through the Dogon and the Yanomami, my interest in the multiplicity of techniques and supports for aesthetic expression influenced my artistic practice. The voyages to the Amazon Rainforest have informed several series of paintings created while living among the Yanomami. The support used is roughly woven canvas prepared with acrylic medium then textured with a mixture of sand from the river bank and lava. This supple canvas is then rolled and transported on expeditions into the forest. They are then painted using a mixture of acrylic colors and Achiote and Genipap, the vegetal pigments used by the Yanomami for their ritual body paintings and on practical and shamanic implements. My concern for the ongoing devastation of the Amazon Rainforest has inspired my films and installation projects. Since 2005, I've created a perfomance and film project - Fire Sculpture - to bring urgent attention to Rainforest issues. To protest against the continuing destruction, I've publicly set fire to my totemic sculptures. These burning sculptures symbolize the degradation of nature and the annihilation of indigenous cultures that depend on the forest for their survival.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

2 Responses to O que esse homem está vendendo? – Cartier comprou alguns, você também?

  1. Pingback: O que esse homem está vendendo? – Cartier comprou alguns, você também? — Barbara Crane Navarro – Tiny Life

  2. Pingback: O que esse homem está vendendo? – Cartier comprou alguns, você também? — Barbara Crane Navarro | Ned Hamson's Second Line View of the News

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s